{Resenha} - Brilhantes - Marcus Sakey

Autor: Marcus Sakey
Editora: Galera Record
Páginas: 476
Avaliação: 5/5
Onde comprar: Amazon - Saraiva
Sinopse: A partir de 1980, um por cento das crianças começou a apresentar sinais de inteligência avançada. Essa parcela da população, chamada de “brilhantes”, é vista com muita desconfiança pelo restante da humanidade, que teme a forma como esse dom será usado. Nick Cooper é um deles, um agente brilhante, treinado para identificar e capturar terroristas superdotados e levá-los para a custódia do governo. Seu último alvo está entre os mais perigosos que já enfrentou, um líder responsável pelo maior ataque terrorista dos últimos tempos e que pretende começar uma guerra civil. Mas para capturá-lo, Cooper precisa se infiltrar em seu mundo e ir contra a tudo o que acredita. Denominado pelo Chicago Sun-Times como o mestre do suspense moderno, Markus Sakey criou um universo ao mesmo tempo perturbador e incrivelmente semelhante ao nosso, onde um dom pode se tornar uma maldição. 


Como é difícil escrever uma resenha quando gostamos tanto de um livro, livro esse que me fez lê-lo quase que de uma vez só! Uma aventura com tantos pontos positivos que não sei bem ao certo como enumerá-los.

Primeiro entendam quem são os Brilhantes, são pessoas com elevada capacidade de inteligência, algumas olham para programas de computador e instantaneamente já sabem como funcionam, outros podem olhar um tabuleiro de xadrez e já determinar suas jogadas rumo a vitória, outros assim como o agente Cooper tem o dom de perceber as intensões e sentimentos das pessoas através de pequenas reações do organismo.


Mas e se algumas dessas pessoas decidissem que são melhores que os outros, e se eles resolvessem "explodir" tudo e recomeçar! É contra isso que Cooper trabalha, ele é o melhor agente do DAR (Departamento de Análise e Reação), logo de início acompanhamos Cooper em uma de suas buscas.

Ele tenta capturar uma terrorista cibernética que visa soltar um vírus que irá destruir o sistema de navegação aérea, isso poderá causar milhares de mortes e nosso agente com certeza não irá deixar isso acontecer.

Os diálogos propostos pelo autor são de estrema sensatez e perspicácia, demonstram bem o alcance do dom do agente Cooper, as cenas de ação que seguem a partir do momento em que este primeiro alvo é encontrado são de extrema clareza e nos faz praticamente ver o que esta acontecendo.

"O mundo seria um lugar melhor se as pessoas parassem de votar em candidatos folclóricos com quem poderiam beber uma cerveja e começassem a votar em gente mais inteligente que elas."

Dando uma pausa na ação quero falar sobre Cooper, ele é divorciado e tem dois filhos Tood e Kate de apenas 4 anos, e ele adora seus filhos e faz de tudo para construir um mundo melhor para eles.

Em suas investigações Cooper acaba tendo que ir visitar uma das Academias, local para onde são enviados as crianças que são classificadas como Brilhantes, o ambiente é muito pior do que se tinha ouvido falar, as crianças passam por situações que acabam por condicioná-las a não confiar em outro Brilhante e a maneira que isso é imposto não é algo que você desejaria para seus filhos.

Em dado momento a filhinha mais nova de Cooper é chamada para ser testada e isso abala as estruturas do agente, ele sabe que ela é uma Brilhante e com certeza de primeiro escalão, de maneira nenhuma ele irá deixar que a levem para uma academia.

Neste meio tempo ocorre uma atentado terrível, digo para você leitores que está parte nos causa aflição, torcemos para que não se concretize, uma explosão na bolsa de valores acaba vitimando mais de 1000 pessoas e tudo isso causado pelo homem mais procurado do DAR, John Smith, o homem que assistiu friamente o massacre de 73 pessoas em uma cafeteria.

É aí que iremos conhecer Shannon, uma Brilhante com um dom muito interessante, ela consegue passar pelas pessoas sem ao menos ser notada, ao longo do livro vocês entenderam como funciona este dom. Vale dizer que ela é um personagem importante na história, fiquem de olho nela.

"As pessoas não querem a verdade, realmente. Querem vidas seguras, aparelhos eletrônicos bacanas e geladeiras cheias."

Agora vem o ponto de virada, Cooper propõem para o chefe do DAR que ele irá assumir a culpa, se tornará o maior vilão para então poder tentar se aproximar de John Smith, mas teria uma condição: Sua filhinha Kate jamais seria testada!

Peço desculpas pela longa introdução, mas este livro foi realmente uma grata surpresa, comecei a lê-lo sem nenhuma expectativa e acabei fascinado pela história. Para quem gosta de investigação, ação, dons acima do normal esse livro está mais do que indicado.

A narrativa é bem dinâmica e em momento algum me senti cansado com a leitura, Marcus Sakei soube desenvolver um enredo bem trançado e surpreendente, pois quando pensamos que já vimos tudo sobre histórias de pessoas com dons especiais nos deparamos com este livro e BUM! Entramos em choque com tamanha criatividade.

A edição da Galera Record foi primordial, não encontrei erros, a capa tem tudo a ver com a ideia do livro, fonte de tamanho agradável e páginas amareladas. O conjunto da obra realmente é excelente! Mas agora chega de elogiar, vão logo ler este livro e se preparem para o final!

Avaliação





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por comentar no "Leitor Sagaz" em breve seu comentário será publicado.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...