{Resenha} - Chef - Filme

Lançamento: 14 de Agosto de 2014
Dirigido por: Jon Favreau
Gênero: Comédia, Drama
Sinopse: Não recomendado para menores de 12 anos Carl Casper (Jon Favreau) é o chef de um restaurante badalado de Los Angeles, mas volta e meia enfrenta problemas com o dono do local (Dustin Hoffman) por querer inovar no cardápio ao invés de fazer sempre os pratos mais pedidos pelos clientes. Um dia, um renomado crítico gastronômico (Oliver Platt) vai ao restaurante e publica uma crítica bastante negativa, baseada justamente no fato do cardápio ser pouco criativo. Furioso, Casper vai tirar satisfação com ele e acaba demitido. Pior: a briga vai parar na internet e se torna viral, o que lhe fecha as portas nos demais restaurantes. Sem saída, ele recebe a ajuda de sua ex-esposa (Sophia Vergara) para reiniciar a vida no comando de um trailer de comida.



Olá gente, tudo bem com vocês?! Não demorei tanto para voltar dessa vez! E hoje vim com a resenha de um filme!

Chef foi lançado em agosto do ano passado e  conta a historia de Carl Casper, um Chef de Los Angeles bastante abatido em seu ambiente de trabalho.


Há cerca de 10 anos atrás, ele era um chef brilhante, inovador, muito bem aceito pelos críticos, mas com o passar do tempo ele foi perdendo sua essência na cozinha, talvez até um pouco do amor.
Sem contar que ele ainda sofre bastante com a pressão de ser chef do restaurante e não ter poder de decisão, nem poder expressar sua criatividade nos pratos, pois o dono do restaurante não o autoriza, priorizando não mexer no cardápio, e deixar aquilo que ele sabe que já da certo com os clientes.

E devido a todo esse conflito, ele acaba recebendo uma critica, que chega a acabar com toda a sua carreira profissional. Definitivamente chegou ao fim da linha para Carl, ele não sabe mais o que fazer, tudo que ele sempre fez foi cozinhar e ele está perdido sem saber para onde ir , e obviamente depois dessa critica, uma coisa é certa, ele não vai conseguir um emprego nem tão cedo.

Depois que muitos de seus amigos insistirem, ele resolve tirar umas férias, descansar, abrir a mente e ver o que vai fazer da vida, e vai viajar para Miami com sua ex-esposa e seu filho, com quem o seu relacionamento não é um dos melhores, pois a criança é muito apegada ao pai, e por falta do tempo, ou outros motivos o pai nem sempre acabava dando a atenção e carinho que a criança desejava.

Nessa viagem a vida de Carl começa a mudar, lá ele reencontra o seu espirito gastronômico, naquela cidade onde ele começou tudo, onde seu amor pela gastronomia começou.

A ideia veio do nada ( talvez com um pouco de incentivo da ex-mulher ), por que não fazer, aquelas comidas tão originais e tão deliciosas que ele tanto prezava? E talvez em um food truck?! E eis que surge a ideia do Sanduíche Cubano. O que acaba se tornando uma ideia maravilhosa, e fazendo sucesso absoluto!

Com ajuda de um amigo, e do filho, eles voltam de Miami, até Los Angeles, parando em pequenos trechos, e vendendo seus sanduíches, e ainda com a enorme ajuda do filho com quem começa a divulgar toda a viagem e os pontos de parada deles nas redes sociais.

Eu particularmente adorei o filme, e embora o final possa parecer meio clichê, ele é otimo!.As imagens, as mistura de cores e sabores. Mostrando também o quão importante foi, essa reaproximação com o filho, e mostrando o verdadeiro valor da amizade.

P.s: Não vejam esse filme com fome, é a pior coisa do mundo kkk.

Assista ao trailer


Beijos, Camila Soares

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por comentar no "Leitor Sagaz" em breve seu comentário será publicado.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...