{Resenha} - Uma Canção Para Jack - Celia Bryce

Autora: Celia Bryce
Editora: V&R
Páginas: 206
Avaliação:3/5
Sinopse: Uma Canção Para Jack narra a relação entre Megan e Jack, dois adolescentes que se conhecem no hospital onde estão fazendo um tratamento contra o câncer. Megan não consegue compreender, a princípio, que está doente. Nem mesmo sente assim, pelo menos antes do início da quimioterapia. Ela é uma menina de 13 anos que foi recentemente diagnosticado com câncer. Na ala infantil, Megan fica furiosa com todas as crianças gritando, as decorações coloridas e os blocos de construção que a cercam. É durante o seu primeiro dia lá, que Megan conhece Jackson Dawes, um garoto que encara a vida com bom humor. Jack entra na vida de Megan e os dois criam um vínculo que ajuda a menina a ver a sua vida a partir de uma nova perspectiva. Nessa zona nebulosa entre amigos, começa a surgir algo mais. 


Hey galerinha!
Finalmente estou conseguindo colocar minha leitura em dia, já estava virando uma pilha assustadora na minha estante. (rs)

O livro Uma Canção Para Jack veio em parceria com a V&R Editoras, confesso que ele está bem atrasado, tive que correr na leitura para poder não acumular tantos. Não tinha visto nada a respeito desse livro, o que já me deixou um tanto receosa.



A história:

Iremos conhecer dois adolescentes que lutam contra o câncer, internados em um hospital na ala pediátrica Megan e Jack não vêm pesadelo maior que esse, se misturar com crianças e bebês chorando por todo lado. 

Megan conhece Jack em seu primeiro dia de internação para dar início ao tratamento, de cara ela detesta aquele menino alto, esquelético, careca e dono daquele sorriso escancarado que não combina com o menino doente que ela imaginava que ele era. Ele simplesmente se tornou a pessoa mais irritante do mundo para ela, mas isso tudo mudou quando ele parou de ser irritante para se tornar o seu melhor amigo.

Ter Jack por perto era contagiante, ele atraía as pessoas para perto igual uma mariposa é atraída pela luz. Ele foi a luz no fim do túnel para Megan, sua ponte de salvação, sua sanidade em tempos difíceis. Os dois compartilharam momentos de muita dor, mas conseguiam sempre se apoiar um no outro, o que tornava a luta um pouco mais fácil, até o momento que deixou de ser...

 Minhas Impressões:

Até agora me pergunto qual é a do título? ¬¬

Sério não achei ligação alguma, mas voltando ao livro a história não conseguiu me convencer, não tive nenhum tipo de conexão com os personagens, o que geralmente acontece nesse tipo de livro. Por se tratar de um livro sobre doença, luta, morte, amizade, superação e envolver a família e amigos, era de se esperar que eu tivesse um daqueles momentos que você chora até o outro dia. O que não aconteceu. 

Me irritei com a Megan, não sei bem o porquê mas achei ela uma daquelas personagens que a gente simplesmente odeia. 

O fato é que não curti a leitura, foi muito cansativa, tive que fazer leitura dinâmica porque não estava conseguindo ler, faltou a autora desenvolver mais a história e os personagens, ela quis detalhar os ambientes que a Megan via e isso foi o que mais detestei.

Sobre os aspectos físicos do livro, ele é muito fofinho, tem uma capa muito charmosa, suas páginas são desenhadas e as folhas amarelas facilitam demais minha leitura, parabenizo a editora pelo capricho na edição.

Depois de tudo que falei devo indicar o livro? Claro que sim, sei que muitos irão gostar, chorar e achar o livro uma pequena lembrança do nosso tão querido ACEDE, cada um deve lê-lo e tentar tirar por si suas conclusões. Fico por aqui e em breve volto com resenha do livro que está causando tanto mimimi, AFTHER.

Beijocas da Deebs! 

Avaliação






Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por comentar no "Leitor Sagaz" em breve seu comentário será publicado.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...