{Resenha} - A Torre Acima do Véu - Roberta Spindler

Autora: Roberta Spindler
Editora: Giz Editorial
Páginas: 272
Avaliação: 4/5
Onde comprar: Amazon
Sinopse: Quando uma densa e venenosa névoa surge misteriosamente, pânico e morte tomam conta do planeta. Os poucos sobreviventes se refugiam no topo dos megaedifícios e arranha-céus das megalópoles. Acuados, vivem uma nova era de privações e sob o ataque constante de seres assustadores, chamados apenas de sombras.Suas vidas logo passaram a depender da proteção da Torre, aquela que controla os armamentos e a tecnologia que restaram.Cinquenta anos se passam, na megacidade Rio-Aires, Beca vive do resgate de recursos há muito abandonados nos andares inferiores, junto com seu pai e seu irmão. A profissão, perigosa por natureza, torna-se ainda mais letal quando ela participa de uma negociação traiçoeira e se vê cada vez mais envolvida em perigos e segredos que ameaçam muito mais do que sua vida ou a de sua família.

   Recebi este livro em parceria com a editora Giz Editorial, devo dizer que para os fãs de distopias a Roberta Spindler entregou um presentão, cheio de ação e mistérios um mundo onde a luta diária é pela sobrevivência.

   Tudo começa em um futuro distante onde a humanidade possui uma capacidade tecnológica mais avançada, as pessoas vivem em mega edifícios e tudo seguia bem seu curso até que, do nada surge uma névoa espessa e venenosa. Essa névoa acaba com boa parte da humanidade e os sobreviventes tiveram que se refugiar no alto deste megas edifícios, por sobre a névoa assassina.
   Neste mundo "novo" A Torre coordena as ações, guarda a tecnologia e tenta assegurar a vida de todos os cidadãos. Como de costume, mesmo na atual situação, a humanidade se divide em grupos e setores, os mais ricos ou menos pobres por assim dizer ficam de um lado, as gangues de outro e a vida segue seu curso.

   Beca, seu irmão Edu e seu pai Lion trabalham como entregadores, as pessoas solicitam algo e eles tentam coletar nas partes mais baixas dos prédios, isso é uma missão sempre muito arriscada, entendam o porquê:

  Os animais sobreviventes se tornaram mutantes, matilhas de cães povoam os andares inferiores. Pássaros mutantes também alertam sobre a presença de humanos, mas o pior são "Os Sombras" espécies de seres que um dia já foram humanos, hoje eles são monstros com enorme força. você com certeza não vai querer encontrar um deles na sua frente.

  Os humanos na parte superior também acabaram passando por mutações genéticas, alguns são muito fortes, outros são saltadores e tem o dom do equilíbrio (Beca) e outros até mesmo podem se teleportar.

  Agora que vocês já entenderam o conceito da coisa, vamos ao que realmente dá o gatilho para a história, primeiro em uma missão para conseguir um cubo de energia, Beca e sua família são passados para trás por um teleportador, o filho da mãe consegue roubar o item deles e isso os deixa em maus lençóis com A Torre. Mas Lion tem um grande prestígio com o líder, Emir, pois Lion já havia sido um mergulhador (aqueles que descem a surpeficie para buscar provisões) e assim consegue contornar a situação.

  O problema é na missão seguinte onde Beca e seu irmão Edu encontram alguns sombras arrastando mergulhadores capturados, eles resolvem intervir e nessa luta Edu acaba caindo no véu. É então que começamos a tarefa de descer para a superfície e resgatar Edu.

  A ação proposta é muito instigante, o ritmo do livro nos faz lê-lo quase que de uma vez só! Nesse ponto a Roberta acertou em cheio. Algo interessante é que a língua falada pelos habitantes é uma mistura de português com espanhol e o mais legal disso são os palavrões, achei uma sacada bem inteligente.

   Temos mais alguns personagens relevantes para a história e no decorrer da leitura vocês vão acabar se afeiçoando a eles, temos o Rato um hacker e informante com senso de humor bem peculiar, temos também a Bug uma teleportadora bem louca e que não tem medo de nada!

  Todo o contexto é muito empolgante, não encontrei erros de português, a edição ficou muito boa também. O tamanho da fonte me agradou, o papel amarelado é o de minha preferência.

   O final do livro nos deixa com aquele gosto de quero mais, e então fui logo perguntar para a Roberta se ela pretendia fazer um vol.2 e ela me disse que pretende sim, então já estou ansioso pelo próximo livro.

  A avaliação foi de 4 estrelas só por uma questão de gosto pessoal, o livro é muito bom mas faltou algo para se tornar excelente. Mas com toda a certeza é um livro que eu recomendo, podem comprar e lê-lo sem medo de ser feliz!


Avaliação





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por comentar no "Leitor Sagaz" em breve seu comentário será publicado.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...