{Um Outro Olhar #19} - O Caçador, As Trevas da Verdade

Autor: Victor Bulhões
Editora: Selo Jovem
Páginas: 274
Resenha: Aqui
Sinopse: Adrian é um jovem que sem saber, possuía o sangue sagrado dos caçadores em suas veias, nascido e criado na Romênia, por seu avô Bernard, seu único companheiro e mentor, que lhe ensinou todos os valores que precisava aprender para ser um bom caçador, um homem honrado e benevolente. Foram longos anos de paz, tudo caminhava para que se tornasse apenas um homem que vivia com o que a mãe natureza tinha a oferecer... Até o momento em que um misterioso viajante, traz notícias de seu pai, há muito tempo desaparecido. A verdade obscura que lhe fora escondida será finalmente revelada.Criaturas que habitavam os seus piores pesadelos viriam à tona. Estava na hora de abraçar seu destino. Seus dons adormecidos seriam usados novamente para combater as trevas que reinavam sobre a humanidade. A guerra está apenas começando.


Um Outro Olhar



Olá pessoal, O Caçador é o livro de hoje. Eu ainda não li mas pretendo fazer isso em breve, faz um tempo que estou de olho nele e resolvi fazer as fotos em um lugar que não é muito estranho para vocês, pois eu já fiz O Mago de Camelot lá, (Mosteiro de São Francisco). Aposto que vocês vão se perguntar por que eu fiz assim? Esses batentes que eu coloquei o livro e de fundo tem imagens da Via Sacra, serve também de banco para muitos góticos, punks, fundo para fotos de turistas e todos os tipos de gente e isso me lembra muito vampiros. As pinturas tão desgastadas, alguns azulejos faltando e é resultando da ação do tempo e dos vândalos. Agora vamos para o livro.





A dor tirava todo o conforto que a velha cama de madeira forrada com palha oferecia, resolveu então pensar sobre a vida, o tempo passara rápido, lembrou-se a plenitude física da juventude, que se fora há muito tempo, uma vida de grandes perigos e emoções... Emoções estas que seu neto nunca desconfiara... Algo que só existia em seus piores pesadelos.















A batalha acabara em segundos, Adrian sentiu suas pernas latejarem em agonia, seu corpo não estava preparado para se mover tão rapidamente, atacou por puro instinto, o corpo dilacerado da criatura jazia a sua frente, o que restava tinha adquirido uma nuance acinzentada, ao olhar para Bernand sentiu-se mais confuso ainda, seu avô sorria de maneira satisfatória.














Em uma de suas orações, pediu que o mal pudesse ser extinto, que existisse alguém que possuísse a capacidade de lutar contra as trevas dos homens e dos demônios.

















‘’O herdeiro do mal somente despertará desta maldição pelo sangue do herdeiro do bem’’  














O Lord apenas sorriu e continuou seu caminho, o odor que pairava no ar era de enxofre, vampiros mais fracos possuíam essa fragrância, provavelmente vampiros que serviam a um mestre, alguma criatura de classe mais alta ou até mesmo um humano que pudesse pagar pelos serviços.

















Os guardas cessaram os disparos, o corpo estava completamente estraçalhado, era o bastante.
















O Lord perfurou o coração de Adam com as mãos nuas, repetindo a técnica que usara contra Franco, o sangue jorrou outra vez em seu rosto, o sabor era inferior, o sangue de um covarde, definitivamente não era uma boa bebida. A noite estava apenas começando.










-Sem duvida sou um monstro meu caro, como pôde comprovar, acho que alguém já me disse isso esta noite – ridicularizou Demetrius – Mas quem o mandará para o inferno não sou eu, seu executor será aquele garoto.











Adrian caminhava na direção dos dois, mataria  o responsável pela morte de Bartô com suas próprias mãos.













-Suas últimas palavras, garoto? Disse Carlo suavemente, aproximando-se do pescoço de Adrian, ira mordê-lo, talvez a força absorvida lhe fosse suficiente para conseguir fugir do perigoso vampiro que apenas assistia o combate.












Adrian não conseguia fazer nada, não aceitava morrer de forma tão simples, seria este o fim do tão promissor caçador?

















Mesmo eu de férias, fui lá abusar elas que estavam morrendo de saudades de mim e de fazer as fotos com os livros.












Bom galera pelo que eu pude aproveitar procurando os quotes, a história é demais e quero comprar o meu o mais rápido possível, além de uma capa muito bonita eu gostei do rumo que a história estava tomando. Tem resenha no blog, bem é isso aí até domingo que vem.



by Fabiano Cunha

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por comentar no "Leitor Sagaz" em breve seu comentário será publicado.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...