{Resenha} - A Conspiração - Clive Cussler e Dirk Cussler

   Mais uma vez me deparo com uma excelente obra de Clive Cussler, essa foi feita em parceria com seu filho Dirk Cussler, um livro que mescla muito bem fatos históricos com a ficção. Vejam a resenha:


Autores: Clive Cussler e Dirk Cussler
Editora: Novo Conceito
Páginas: 554
Sinopse: Uma embarcação romana naufraga no século IV. Durante a Primeira Guerra Mundial, um navio inglês é destruído por uma bomba. Atualmente, no Oriente Médio, ícones da fé islâmica são bombardeados. E um misterioso pergaminho relacionado à vida particular de Jesus pode limitar o poder da Igreja Católica.
Como eventos e fatos tão distantes podem ter alguma relação? O engenheiro naval Dirk Pitt (Diretor da NUMA – Agência Nacional Marítima e Subaquática) está acostumado a explorações subaquáticas — e a revelar mistérios indecifráveis — e parece ser a pessoa mais indicada para trazer a público o elo entre esses episódios tão incompatíveis. Mas a que custo?
Uma aventura que mistura ficção e realidade em uma criação cheia de surpresas e mistério. Acompanhe o incansável herói Dirk Pitt em uma história em que arrepiantes artefatos religiosos, a CIA e o Mossad misturam-se às mais magníficas construções da arquitetura medieval.Fonte


   A impressão que tive ao ler este livro era que estava diante do alterego de Clive Cussler; afinal, Clive também é um desbravador dos mares assim como nosso herói Dirk Pitt.

   Nada mais correto do que o título do livro, A Conspiração, pois é exatamente isto que vamos descobrir nesta história.


   De inicio somos apresentados a uma batalha nos mares, isso no ano de 327 d.C. resultando, é claro, em um naufrágio, lembrem deste acontecimento no decorrer da leitura, uma galera imperial batalhando com piratas, o que será que eles protegiam?

   Logo após este evento migramos para o ano de 1916, dessa vez vamos acompanhar o HMS Hampshire um cruzador couraçado de dez mil toneladas, um dos maiores navios da Marinha Britânica. Os acontecimentos que se desenrolam e toda a trama envolvida resultam em mais um naufrágio. Continuem ligados pessoal!

   Tudo parece muito desconexo não é mesmo?

   Um ponto chave é conhecermos dois remanescentes do Império Otomano, os irmãos Ozden e Maria Celik, eles são extremistas, e fundamentalistas religiosos e querem ver renascido o grande império, nem que para isso muitos devam morrer.

   Dirk Pitt, o pai aventureiro e defensor das relíquias submarinas; Summer, sua filha e também historiadora; Dirk Pitt Jr, irmão gêmeo de Summer e excelente mergulhador; essa família de aventureiros nos levará pela Inglaterra e suas belezas históricas, Istambul e todo o seu significado religioso, Turquia e seus arredores misteriosos.

   Em cada sítio arqueológico ou naufrágio descoberto, conhecemos um pouco mais sobre os acontecimentos históricos, fatos estes muitas das vezes relacionados ao profeta Maomé e até mesmo a Jesus Cristo.

   Cada membro da família irá desempenhar um papel distinto, eles no momento se encontram separados e cada um trabalhando em uma descoberta diferente. Será que vão existir correlações nestas descobertas? Só a leitura do livro lhes dirá. Cussler se utilizou de muitos personagens nesta história, não se assustem, pois todos se encaixam perfeitamente e você se acostuma com todos eles.

   Algo que foi até motivo de pesquisa, são os termos náuticos e nomes de partes das embarcações, mas nada que venha a atrapalhar a leitura, muito pelo contrário, isso faz com que a gente fique mais envolvido pela história e se sinta realmente parte da tripulação.

   Todo este enredo riquíssimo em detalhes e informações vai nos arrastar em meio a: explosões, ataques terroristas a centros religiosos muçulmanos, roubos de artefatos antigos, morte, romance; uma aventura de tirar o fôlego. Tudo desembocará em uma conspiração muito bem traçada! Um misto de realidade e ficção realmente surpreendente.

   O que posso recomendar é: naveguem neste mar tortuoso, não se preocupem com os ventos a boreste, garanto que seu navio vai suportar este mau tempo e a recompensa final vai ter valido a jornada.


Resenha feita em parceria com o site Arca Literária


Os autores:

Clive Cussler é autor de mais de 50 livros, incluindo 22 romances com o herói Dirk Pitt, 10 aventuras da série NUMA Files e 9 títulos da série Oregon Files. Seus romances destacam-se como os mais vendidos no ¬ The New York Times. Entre suas obras de não ¬ ficção destacam-se ¬ The Sea Hunters e ¬The Sea Hunters II, que tratam das histórias reais de Cussler em busca de navios naufragados de importância histórica.


Dirk Cussler é filho de Clive Cussler. Tem MBA pela universidade de Berkeley e trabalhou por muito tempo na áre financeira. Hoje é escritor e presidente da NUMA, a organização sem fins lucrativos fundada por seu pai, que se dedica a preservar o patrimônio marítimo através da descoberta, da pesquisa arqueológica e da conservação de artefatos de naufrágios.


Espero que vocês tenham gostado da resenha, abraço e até a próxima.



13 comentários:

  1. Me impressionei com o n° de páginas... achei que fosse menos, hehehe.
    Bacana um livro escrito por pai e filho ♥
    Gosto de estórias que envolvem história...
    Me interesso quando envolve culturas diferentes tb.
    Adorei o encerramento da resenha...
    Parabéns Diego - e Arca literária \o/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Edna, gostei muito da história (estória não existe rsrs) do livro, a mescla de fatos reais com ficção ficou muito bacana!!!

      Abraço,
      Diego de França

      Excluir
  2. Pra quem acha que ler ficção não ajuda em nada, está aí um exemplo de livro que nos ajuda em história, contando com os fatos reais.
    Olhando assim, de relance, achei que era uma HQ,ou é?
    Até mais!!

    ResponderExcluir
  3. Nossa gostei do livro,mesmo não sendo muito do gênero que eu costumo ler.Nunca havia escutado sobre o autor mas achei super bacana o fato de terem escrito pai e filho,tomara que a historia me agrade como te agradou...

    Bjss

    ResponderExcluir
  4. Esse livro parece ser incrível, estou impressionada com o número de páginas e achei incrível ele ser escrito por pai e filho. Amo livros que envolvam história. Com certeza lerei esse.
    Ótima resenha Diego.
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Simplesmente adorei a capa. Parabéns pela resenha, ficou ótima e o final foi criativo. Livros de aventura e exploração sempre me atraem, adorei a dica de leitura. Ainda não vi nenhum livro feito em parceria assim, engraçado. Achei bem interessante a iniciativa da NUMA.

    ResponderExcluir
  6. Não sou chata quanto à invenções, adaptações de momentos históricos na literatura, até acho legal ver as coisas de outra forma e respeito a liberdade dos autores. Mas, às vezes, os autores inventam demais e não dá para ler, é legal usar a imaginação, mas sem fugir demais dos fatos. Não sei se é o caso desse livro, mas de qualquer forma fiquei com muita vontade de ler. Outro problema é o anacronismo, algumas coisas não eram conceituadas como são hoje. Pela resenha penso que o autor fez uma pesquisa prévia sobre o assunto, acho bem legal quando o autor mergulha na pesquisa e traz uma história surpreendente. Isso faz toda a diferença no livro.

    ResponderExcluir
  7. Legal a parceria para criação do livro e saber que a história do livro mescla o real e a ficção me impressionou bastante. Gosto de história contada por livros <3.
    Beijocas ^^

    ResponderExcluir
  8. Não gostei muito da história do livro, apesar de a parceria ser bem legal, mas não me identifiquei muito, apesar dos apesares!

    ResponderExcluir
  9. Gostei muito da trama, e parece que o autor apesar de fazer tudo parecer desconexo ele sabe unir tudo. Se tiver oportunidade quero ler esse livro.

    ResponderExcluir
  10. Eu não sabia que esse livro era escrito por duas pessoas pai e filho hahaha que vergonha, mas o livro parece ser muito bom, cheio de ação, creio que eu irei gostar dele, nunca li nada do autor, mas estou curiosa.
    Beijos!!!

    ResponderExcluir
  11. Olá! Essa resenha, pra mim, foi cheia de revelações!
    Eu não fazia ideia que esse livro era escrita por duas pessoas gente! Chocada! kkkkkk
    Na verdade, eu o tenho há um bom tempo já, desde o seu lançamento, mas nunca tive vontade de começar a leitura, apesar de achar a capa super interessante, porém com uma resenha tão positiva... #partiuler kkkk
    Um beijo ;*

    Juliana . Oliveira
    http://trocandoconceitos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. O livro pode parece ser bom, pra quem curte esse tipo de leitura. Mas sinceramente, eu não compraria ele na livraria D: Não com essa capa ai D:

    Abraços
    David Andrade
    http://olimpicoliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Obrigado por comentar no "Leitor Sagaz" em breve seu comentário será publicado.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...